Seu negócio está crescendo? Saiba como migrar de MEI para ME.

Seu negócio está crescendo? Saiba como migrar de MEI para ME.

Seu negócio está crescendo? Saiba como migrar de MEI para ME. 1920 1080 cdmcontabilidade

Seu negócio está crescendo? Saiba como migrar de MEI para ME.

No início do negócio, a opção de ser MEI (Microempreendedor Individual) é bastante vantajosa, porque a burocracia e o custo de manutenção são menores para a empresa.
Mas, conforme o negócio cresce, é possível que o MEI precise migrar para ME (Microempresa).

·       As principais causas para isso são:

1. Ter um faturamento maior que o permitido, R$ 81 mil ao ano;
2. Necessidade de contratar mais funcionários;
3. A entrada de um sócio na empresa;
4. A atividade da empresa não se enquadra mais como MEI.

·       E como migrar de MEI para ME?

O passo a passo é o seguinte:

1. Solicitar o desenquadramento no portal do MEI;
2. Comunicar o Desenquadramento na Junta Comercial e Prefeitura Municipal, cumprindo as exigências dadas por estes, para o porte que a empresa passou a ter, para liberação do Alvará Municipal e Licenciamentos obrigatórios para a atividade;
4. Atualizar os dados da empresa;

5. Alterar o contrato social no caso da entrada de um sócio ou transformação do tipo em  Sociedade Ltda.

E a CDM Contabilidade faz tudo isso pra você de forma segura e personalizada!

Vale ressaltar que a empresa permanecerá no regime Simples Nacional, mantendo o favorecimento tributário que este regime promove.

Fique atento

  • Caso o desenquadramento do MEI seja feito por sua opção, entre os meses de fevereiro e dezembro, seu pedido apenas terá efeito em janeiro do ano seguinte. Se o pedido for feito no mês de janeiro, ele será aplicado no mesmo ano.
  • Caso o desenquadramento do MEI seja feito por comunicação obrigatória porque seu faturamento superou o limite anual de R$81.000 em até 20% – ou seja, você faturou até R$97.200 no ano – o ajuste também será aplicado de forma automática. Se o valor ultrapassado for identificado entre os meses de fevereiro e dezembro, essa mudança será aplicada apenas em janeiro do ano seguinte. Já se a identificação ocorrer em janeiro, será aplicada no mesmo ano.

Caso o desenquadramento do MEI seja feito por comunicação obrigatória porque seu faturamento superou o limite anual de R$81.000 em mais de 20%, a mudança será feita de forma automática e retroativa sobre seu faturamento desde o início do ano, o que implicará no pagamento dos impostos devidos como se você já estivesse desenquadrado desde o janeiro.